Post Top Ad

Radio Web São Sebastião

PUBLICIDADE

quarta-feira, 5 de junho de 2019

Preso dono de salão de festas de Coelho Neto condenado por matar taxista

Max Daniel Lima Tafur estava sendo procurado por três crimes, praticados em 1995 e 2002

 Max Daniel Lima Tafur foi preso nesta quarta -

Rio - Policiais civis da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Iguaçu prenderam, na manhã desta quarta-feira, Max Daniel Lima Tafur, de 50 anos, que já acumula mais de 20 anos de condenação por três crimes. Um deles foi o roubo seguido de morte (latrocínio) de um taxista em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, praticado em 1995.
 
Max Daniel foi encontrado em casa, em Coelho Neto, na Zona Norte da capital, por volta das 7h30. De acordo com a Polícia Civil, ele e a mulher são donos de um salão de festas na região.
 
"Ele e dois comparsas roubaram e mataram um trabalhador que tirava o sustento da sua família enfrentando o trânsito e os perigos nas ruas do Rio de Janeiro", afirma a titular da Deam de Nova Iguaçu, a delegada Mônica Areal.
 
FURTO E RECEPTAÇÃO
Os outros crimes pelos quais Max Daniel foi condenado foram furto e receptação, ambos praticados em 2002, em Nova Iguaçu. 
 
Na ocasião, ele foi preso em um carro roubado quando furtou um supermercado do município da Baixada Fluminense. Na época, o criminoso havia dito que estava sem dinheiro e "tentou a sorte".
 
"Foi uma felicidade cumprir esse mandado de prisão. Menos um criminoso correndo nas ruas da nossa Cidade Maravilhosa", a delegada reforça.
 
Areal ainda destaca que o crime de estelionato é praticado mesmo que o criminoso não tenha roubado nenhum pertence da vítima.
 
"Contando que a vida da família tenha sido ceifada o crime está consumado", acrescenta.
Fonte O Dia
Por RAI AQUINO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translator