Post Top Ad

Radio Web São Sebastião

PUBLICIDADE

sexta-feira, 28 de junho de 2019

junho 28, 2019

Estradas que é bom nada Sertão sem plano de estradas

O plano de recuperação da malha rodoviária do Estado, lançado pelo governador Paulo Câmara (PSB) há 40 dias, ainda não chegou no Sertão. Carimbado de “Caminhos de Pernambuco, prevê investimentos da ordem de R$ 505 milhões, contemplando 5.554,5 km de estradas em péssimas situações.

A buraqueira na área sertaneja é generalizada. Por conta de uma ponte que caiu desde outubro do ano passado entre os municípios de Bodocó e Ouricuri, no Araripe, ocorreu, ontem, um grave acidente com um caminhão da Friboi, resultando na morte de duas pessoas. 
 
Cidade turística, Triunfo está quase ilhada, segundo o prefeito João Batista (PL), devido ao agravamento do quadro da principal estrada que liga o município a Serra Talhada.
 
Em Tabira, no Pajeú, estrada e acesso a Água Branca, já na Paraíba, virou pó. A secretária de Infraestrutura, Fernanda Batista, andou pelo Sertão para vistoriar o que não existia: obras de restauração de estradas.

Fonte Magno Martins


junho 28, 2019

Avanço de dengue, chicungunha e zika repete riscos da epidemia de 2015


Com mais de 35 mil casos de pessoas que adoeceram apresentando sintomas de dengue, chicungunha e zika este ano e 53 óbitos suspeitos por alguma dessas três arboviroses, Pernambuco reproduz um cenário semelhante ao de 2015, quando chicungunha e zika começaram a circular no Estado. “Percebemos que o aumento de casos, iniciado em janeiro, permanece este mês, o que não era mais esperado.
 
 Historicamente, a queda das notificações ocorre em maio, mas isso não aconteceu”, destacou a gerente do Programa Estadual de Controle das Arboviroses da Secretaria Estadual de Saúde (SES), Claudenice Pontes.

Ela frisa que a situação é muito parecida com a de 2015, quando houve a tríplice epidemia (vírus das três arboviroses circulando intensamente). “Naquele ano, as condições ambientais eram de chuvas seguidas de sol forte, como acontece atualmente. 
 
Em consequência, temos mais mosquitos e maior transmissão (dos vírus)”, acrescentou Claudenice Pontes, ontem, na Escola Estadual Professor Motta e Albuquerque, na Tamarineira, Zona Norte do Recife, durante distribuição do gibi da Turma da Mônica sobre o combate ao Aedes aegypti.

Hoje 62 (34%) dos 184 municípios pernambucanos apresentam alta incidência de arboviroses. Todos têm registro de dengue este ano. 
 
A situação também é preocupante para chicungunha e zika, que já se apresentaram em 125 e 110 cidades, respectivamente. As notificações de óbitos também ultrapassam as do mesmo período do ano passado. São 53 mortes – quatro a mais que em 2018.

“Notamos aumento das ocorrências no Sertão, além do adoecimento de crianças e adolescentes”, afirma o diretor-geral de Vigilância de Doenças Transmissíveis da SES, George Dimech. 
 
A curva crescente de casos, na faixa etária infantojuvenil, é o que leva as Secretarias Estaduais de Saúde e Educação a distribuírem gibis da Turma da Mônica entre os alunos das mais de mil unidades de ensino. 
 
Quando se analisa a incidência de casos prováveis na população do Estado, estimada por 100 mil habitantes, a maior incidência para dengue, chicungunha e zika está nas crianças até 9 anos.

“Com a revista da Turma da Mônica, queremos mobilizar os estudantes para que atuem em suas casas e em seus bairros como atores essenciais no controle do Aedes. Os jovens podem e devem ser voz indispensável para propagar informações, principalmente neste momento”, destaca o secretário André Longo.

Dengue 2

A identificação este mês da circulação do sorotipo 2 da dengue (DEN-2) também coloca em alerta autoridades de saúde e pesquisadores, pois é um subtipo não detectado no ano passado no Estado e tem se espalhado pelo Brasil. “Analisamos também amostras de pacientes de Alagoas, Rio Grande do Norte, Sergipe e Paraíba. 
 
O tipo 2 da dengue apareceu em testes nos quatro Estados. Isso requer monitoramento porque há mais pessoas susceptíveis à infecção pelo tipo 2”, alerta o pesquisador da Fiocruz Pernambuco Rafael França. (Via: Jc Online)

quinta-feira, 27 de junho de 2019

junho 27, 2019

Sertão: Mulher é presa pela ROCAM por tráfico de drogas em Cabrobó e zomba da Polícia e da Justiça; Vou ser liberada na Audiência de Custódia, diz ela


Na tarde desta quarta-feira dia (26), por volta das 13:30, ao realizarem rondas no Bairro Alto do Bonitinho, no município de Cabrobó, no Sertão pernambucano, Policiais Militares da equipe ROCAM avistou JUSSARA DA CRUZ com uma sacola preta na mão.
 
 Considerando que a região é conhecida por intensa movimentação de tráfico de drogas, os policiais resolveram abordar a suspeita, a qual, ao notar a aproximação do policiamento, jogou a sacola para dentro da própria residência. 

De acordo com os PMs, a sacola que ela jogou ficou do lado de fora da residência e no chão ficou repleta de invólucros plásticos com uma substância verde análoga à maconha. 

Diante a situação, os policiais adentraram ao imóvel e encontram os seguintes objetos:


57 invólucros plásticos com uma substância análoga à maconha, pesando 480g;
01 sacola com 628g da mesma substância;
07 pinos de cocaína;
R$ 28,20 em moedas;
01 balança;
01 faca tipo peixeira;
02 celulares de procedência duvidosa.

Ao ser indagada pelos PMs sobre os objetos ilícitos, JUSSARA assumiu ser proprietária da droga. Diante do exposto, JUSSARA recebeu voz de prisão e foi juntamente com os materiais apreendidos para à DP de Cabrobó, na qual foram adotadas as medidas cabíveis, resultando a ocorrência em um AUTO DE PRISÃO EM FLAGRANTE DELITO em desfavor da imputada.

Ainda segundo a PM, a mesma zombou dos policiais e da justiça, como está registrado na (foto acima), onde a JUSSARA relatou que seria solta na Audiência de Custódia.

Fonte: O Povo com a Notícia

quarta-feira, 26 de junho de 2019

junho 26, 2019

E a violência continua Adolescentes matam colega e filmam sequência de tortura em Pernambuco

Duas adolescentes foram apreendidas em flagrante na manhã desta terça-feira (25) depois de torturarem, esfaquearem, espancarem e afogarem uma colega na praia do Pontal de Maria Farinha, em Paulista, na Região Metropolitana do Recife. O assassinato foi todo filmado e o vídeo, de teor muito forte, circula pelas redes sociais.

A vítima, também adolescente, aparece ensanguentada na beira da praia e não tem forças para reagir às várias pancadas no rosto dadas por uma das envolvidas. Ela, que ainda não foi identificada pela polícia, veste uma farda da Rede Pública de Ensino do Recife.

Leia também: Morte de jovem torturada em PE teve participação de ex-namorado trans

Enquanto chora e apela para que a deixem ir embora, a garota é segurada pelos cabelos, xingada e acusada de namorar um homem casado. 

Em seguida, ela, que também foi esfaqueada na região do pescoço e da nuca, é arrastada para dentro do mar, onde é mantida embaixo d’água até perder os sentidos. No vídeo, é possível ouvir a pessoa que filma incitando as agressões: “Tá com pena? Afoga ela!”, diz a adolescente.

No fim da gravação, quando a vítima é arrastada já desfalecida de volta para a areia da praia, uma testemunha aparece e começa a gritar com as suspeitas, questionando se foram elas que fizeram aquilo, ao que elas respondem dizendo que a adolescente morreu por conta de uma suposta traição.

 Pouco antes de o vídeo ser encerrado, a pessoa que presenciou a cena diz que as responsáveis não vão sair do local e pede para que alguém chame a polícia. A vítima é então retirada do local para ser socorrida, mas já estava sem vida.

As envolvidas foram levadas à Delegacia do Janga, mas de lá seguiram para outra unidade da Polícia Civil, onde estão sendo ouvidas. O corpo da adolescente assassinada foi recolhido e levado ao Instituto de Medicina Legal do Recife. No local, foi feita uma perícia preliminar.

De acordo com o delegado Augusto Cunha, que esteve no local, o corpo apresentava vários ferimentos e sinais de afogamento, mas somente o laudo tanatoscópico vai definir a causa da morte. A adolescente também apresentava cortes na mão, que podem ter ocorrido quando ela tentava se defender das agressões.
Do : OP9
Fonte  ouricuriemfoco


junho 26, 2019

Mototaxista diz que viu neta de Flordelis jogar celular no mar após morte de pastor

Mulher negou que tenha atirado o aparelho no mar 

 Flordelis -

Rio - Um mototaxista contou aos investigadores da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo (DHNSG), na tarde desta quarta-feira, que levou uma das netas da deputada federal Flordelis até o mar de Piratininga, na Região Oceânica de Niterói, cerca de 10 km da casa onde aconteceu o assassinato do pastor Anderson do Carmo. O homem afirmou que no local, ele viu a neta da cantora gospel atirando no mar um celular. 
 
A neta, que já depôs na especializada, nega que tenha atirado o celular no mar. Ela contou aos agentes que foi até o local para relaxar. O fato teria acontecido no mesmo dia da busca e apreensão da polícia na casa da deputada, na última terça-feira.
 
Nesta busca e apreensão, os agentes da DHNSG apreenderam cerca de 40 celulares, alguns documentos. Entre eles, papéis que estavam sendo queimados em uma fogueira.
 
A Polícia Civil investiga se o celular que a neta jogou no mar pertencia a Flavio dos Santos, filho de Flordelis, que está preso suspeito de participação na morte. 
 
Celular do pastor Anderson do Carmo foi usado horas após sua morte
 
O marido da deputada federal Flordelis foi morto durante a madrugada e o aparelho enviou mensagens para grupos de amigos entre 9h e 10h da manhã. O telefone até hoje não foi encontrado.
Fonte  Bruna Fantti

segunda-feira, 24 de junho de 2019

junho 24, 2019

Mulher morre após ser jogada pelo marido de 1º andar durante comemoração do São João, em PE

Uma mulher morreu após ser empurrada pelo marido do primeiro andar da residência deles, na Avenida Anibal Benevolo, 545, em Água Fria, na Zona Norte do Recife.
 
 Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, a vítima, identificada como Márcia de Araújo da Silva, 44 anos, estava comemorando o São João com o companheiro, Fábio Lourenço da Silva, 35. Após uma discussão, ele teria empurrado a mulher.
 
Márcia bateu a cabeça no chão e foi socorrida para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) em Nova Descoberta, mas acabou não resistindo aos ferimentos. O crime ocorreu por volta das 4h desta segunda-feira (24).
De acordo com a Polícia, antes de morrer a vítima confirmou que seu companheiro era o autor do crime. 

Foram realizadas diligências, por meio da Segunda Delegacia de Homicídios, em serviço na Força-Tarefa de Homicídios, coordenados pelo Delegado Roberto Lobo, em conjunto com o DEAH-CAPITAL e realizaram a prisão em flagrante delito pela prática de feminicídio.

Fábio Lourenço da Silva será apresentado em audiência de custódia. O sepultamento de Márcia acontece na tarde desta segunda, no Cemitério de Santo Amaro, na área central do Recife.
Fonte  Diário de Pernambuco
junho 24, 2019

Crueldade Bebê de 9 meses é espancado, estuprado e morto no Norte Fluminense

Padrasto é o principal suspeito do crime, segundo a polícia 

 Bebê é morto em Conceição de Macabu -

Rio - Um bebê de 9 meses, identificado apenas como Ícaro, morreu após ter sido espancado e estuprado em Conceição de Macabu, no Norte Fluminense, no início da tarde desta segunda-feira. 
 
De acordo com informações da Polícia Civil, o padrasto é o principal suspeito do crime. 
O menino foi levado para o Hospital Municipal Ana Moreira, mas não resistiu aos ferimentos. 
 
Funcionários da unidade relataram que a criança estava sem algumas unhas da mão e dos pés. Ainda não informações sobre quem levou a criança ao centro de saúde. 
 
Segundo a Polícia Militar, equipes do 32º BPM (Macaé) foram acionadas para uma ocorrência no Conjunto Habitacional São Cristóvão, no bairro Henry.
 
 No local, os agentes foram informados que a criança já havia sido socorrida para o Hospital Municipal Ana Moreira, onde não resistiu aos ferimentos. 
 
O corpo de Ícaro foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé. Agentes da 122ª DP (Conceição de Macabu) realizam diligências para encontrar o suspeito do crime. 
Fonte
  O Dia

sexta-feira, 21 de junho de 2019

junho 21, 2019

Flordelis e mais três filhas teriam envolvimento com morte de pastor, diz filho do casal

Depoimento sugere que o assassinato pode ser uma trama macabra em família 

 A deputada federal Flordelis tentou levar roupas e comida para o filho preso, mas não pôde encontrá-lo -

Rio - Depoimento de outro filho da pastora e deputada federal Flordelis (PSD-RJ) mudou o rumo das investigações sobre a morte do pastor Anderson dos Santos, marido de Flordelis, assassinado no domingo à noite na casa da família, em Pendotiba, Niterói.
 
 O depoimento sugere que o assassinato pode ser uma trama macabra em família envolvendo não apenas Flávio e Lucas dos Santos (filhos biológico e adotivo do casal), mas outras três irmãs e a própria Flordelis.

Segundo o RJ TV 2ª edição, um dos filhos, que não teve a identidade revelada, ouvidos pela Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) afirmou que não ouviu barulho de carro ou moto em fuga. Flordelis havia dito que viu duas motos seguindo o carro e que, depois de o casal entrar em casa, Anderson voltou para buscar algo no carro. O filho ainda relatou que encontrou Flávio ao lado de Anderson, que estava caído no chão.

Ele afirma que sua namorada entregou o celular de Anderson para Flordelis. A informação é importante porque a polícia requisitou o celular da deputada e do marido assassinado.

O filho incrimina Flordelis e três irmãs. Segundo RJ2, o filho afirmou que Flordelis e três irmãs já colocaram remédios na comida de Anderson, o que seria a causa de sua saúde comprometida. Segundo o depoimento, o pastor, em fevereiro, mostrou ameaça de morte que recebeu por mensagem.

No depoimento, o filho afirmou que Lucas recebeu proposta de uma das irmãs para matar Anderson. Flordelis, segundo ele, disse a um dos filhos que a hora do pai estava chegando.

Além dessas revelações, o filho acredita que Flordelis e as três irmãs estão envolvidas no assassinato e que o comportamento desesperado da deputada e dos filhos citados no enterro do pastor seria um teatro. 
 
Procurada, a deputada afirmou por meio da assessoria que não irá se pronunciar sobre o assunto.
Fonte Por O Dia
junho 21, 2019

Homem mata a mulher e coloca o corpo no porta-malas do carro em São Gonçalo

Ele disse que segurava uma arma que teria disparado acidentalmente na vítima

 Homem se entregou às margens da Rodovia Niterói-Manilha -

Rio - Um homem matou a mulher a tiros e escondeu o corpo delas no porta-malas do carro, na manhã desta sexta-feira, em São Gonçalo, na Região Metropolitana do estado. Ele, que ainda não teve a identidade revelada, disse que estava segurando uma arma quando ela teria disparado acidentalmente na vítima.
 
O homem se entregou depois de parar o veículo às margens da Rodovia Niterói-Manilha (BR-101), na altura de Neves. Ele foi levado por agentes do 12º BPM (Niterói) à Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI).
 
 
De acordo com policiais, o autor do crime é do Complexo do Salgueiro, em São Gonçalo. Ele teria sido pressionado por moradores da comunidade a confessar o crime. O homem já teria passagem pela polícia por roubo.
 
No fim da manhã, policiais civis estavam no local onde o homem se entregou realizando a perícia no carro.
A placa do carro em que ele estava aponta como um veículo de Magé, que foi roubado.
Fonte Por Bernardo Costa

quarta-feira, 19 de junho de 2019

junho 19, 2019

Além de tramar morte do pai com irmão, filho de Flordelis participou de execução de pastor

Segundo fontes da investigação, Lucas dos Santos, 18 anos, confessou que matou o pastor e acusou de ser o mandante o irmão Flávio dos Santos Rodrigues, 38 anos, filho biológico de Flordelis. A motivação seria um caso extraconjugal de Anderson do Carmo

 Flávio Rodrigues, filho da deputada Flordelis, foi preso após enterro. Ele é apontado como um dos mandantes do crime -

Rio - A Polícia Civil aponta que, além de tramar a morte do pai adotivo, o pastor Anderson do Carmo, Lucas dos Santos, de 18 anos, participou efetivamente da execução, ocorrida na casa da família em Pendotiba, Niterói. 
 
Segundo fontes da investigação, o jovem confessou que matou o pai e acusou de ser o mandante o irmão Flávio dos Santos Rodrigues, 38 anos, filho biológico da deputada federal Flordelis, de encomendar o crime. A motivação seria um caso extraconjugal da vítima e os dois foram presos por outros crimes.
 
Várias equipes da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI) estão dividas na investigação para concluir o mais rápido possível o caso. 
 
A quebra do sigilo telefônico dos envolvidos foi solicitada à Justiça para reforçar as investigações. As câmeras de segurança da casa do casal mostram nitidamente os assassinos de touca ninja matarem o pastor. "Eles não eram criminosos profissionais, diante do modus operandi do crime", diz uma fonte.
 
Lucas dos Santos foi adotado por Floderlis e Anderson. Ele foi preso no domingo depois de descumprir medida protetiva domiciliar por envolvimento com tráfico de drogas, quando ainda era menor de idade. Como não havia se apresentado ao Fórum, teve um mandado de prisão expedido. 
 
Já Flávio é filho biológico da deputada, mas foi registrado também pelo pastor. Ele foi preso no cemitério logo após o sepultamento do pai adotivo devido também ao descumprimento, mas de uma medida protetiva determinada em janeiro deste ano. 
 
Existe a possibilidade dos cães não terem sido dopados, o que deve ser confirmado nesta terça-feira, quando sai laudo do exame toxicológico. Os animais podem não ter reagido por conhecerem os participantes da execução.
Casa onde o pastor Anderson do Carmo e a deputada Flordelis moravam em Niterói e onde ele foi executado - Estefan Radovicz / Agência O Dia
Agentes da DHNSGI estão nas ruas em busca de outros participantes do crime, entre eles um outro filho de Anderson do Carmo e Flordelis. Também estão marcado para hoje outros depoimentos de filhos do casal. Sem cravar a conclusão, a delegada Bárbara Lomba reforça que o pastor foi executado.
 
"Pelo que apuramos, no crime, não investigamos latrocínio. Não foi possível ao perito legista confirmar as lesões de entrada e saída das balas, exceto de uma perfuração na cabeça", disse. Ela também falou sobre as imagens do crime: "são ótimas".
 
Fontes ouvidas pelo DIA afirmam que a defesa dos filhos de Flordelis pensam na possibilidade de defender os suspeitos com a alegação de crime passional. Nesta segunda-feira, após ser preso, a advogada de defesa da família chegou a falar nesse sentido.
 
"Sobre desavença, não tenho essa informação. Se tivesse acontecido isso, eu saberia. Eu desconheço desavença, mas eu não posso dizer se tinha ou não. Foi um caso brutal que leva-se a essa especulação. 
 
Digamos que fosse um crime passional, acho que não tinha desavença. Não sei detalhes da perícia, pois depois que a Flordelis saiu daqui eu não voltei mais", falou Luciene Diniz Suzuki.
Após a prisão do filho no cemitério, Flordelis rechaçou a participação dele no caso: "Isso é uma grande mentira, uma inverdade. É especulação. 
 
Não vou permitir que ninguém acuse nenhum dos meus filhos sem ter provas", reclamou.
Afirmação do governador
Nesta segunda-feira, o governador do Rio, Wilson Witzel afirmou que a polícia trabalha com a hipótese de envolvimento de um dos filhos do casal.
 
 "Estive (no domingo) com o secretário de Polícia Civil e ele me disse que há suspeita de que um dos filhos adotados, não sei se formalmente ou informalmente, teria praticado o crime. Agora, está nessa linha de investigação. É um fato lamentável e espero que tudo seja rapidamente esclarecido. Vamos acompanhar a investigação", disse.
Fonte Por RAFAEL NASCIMENTO

terça-feira, 18 de junho de 2019

junho 18, 2019

Parabéns Ouricuri pelos seus 170 anos...

Parabéns Ouricuri pelos seus 170 anos...
Como assim 170 anos? O aniversário da cidade não foi dia 14 de maio, onde comemorou-se 116 anos?

Oficialmente a cidade de Ouricuri comemora seu aniversário no dia 14 de maio, porém verdadeiramente sua emancipação foi dia 18 de junho de 1849. 

Quando através da lei provincial n° 249 tornava a freguesia de Ouricuri em vila, a partir desse momento a localidade poderia eleger sua câmara de vereadores e ter autonomia político-administrativo.

Muitas cidades e capitais comemoram seus aniversários na data de elevação à vila, mas na região do Araripe as cidades comemoram sua emancipação política, ou seja, após a proclamação da república. 

Esquecendo a importância da elevação ao termo de vila, muito importante durante o período monárquico.
Fonte Giarlan

segunda-feira, 17 de junho de 2019

quinta-feira, 13 de junho de 2019

junho 13, 2019

Irmã fazia queixa de agressão contra irmão enquanto ele matava o pai em casa em Niterói

Samuel Cunha, morto a facadas pelo próprio filho em Camboinhas, área nobre da Região Oceânica da cidade, na tarde desta quarta-feira, era médico endocrinologista e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF)

 Médico foi assassinado pelo próprio filho em Camboinhas, área nobre de Niterói -

Rio - Samuel Cunha, morto a facadas pelo próprio filho em Camboinhas, área nobre da Região Oceânica de Niterói, na tarde desta quarta-feira, era médico endocrinologista e professor da Universidade Federal Fluminense (UFF). 
 
O autor do crime, Cristian Limpias Cunha, 32 anos, agrediu a irmã, que fazia uma queixa na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) da cidade quando o pai acabou assassinado.

"Na manhã de ontem (quarta), o autor teria agredido a irmã. Ela, então, foi registrar queixa da agressão na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), no Centro de Niterói. Enquanto a mulher registrava a ocorrência, o irmão cometeu o assassinato do pai", disse a delegada Bárbara Lomba, titular da Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí (DHNSGI).

Cristian foi preso em flagrante ainda na cena do crime e confessou ter matado o pai. Segundo fontes da polícia, ele teria esquizofrenia e seria usuário de drogas, tendo usado quando cometeu o assassinato. A família, que mora em uma casa em Camboinhas, foi atingida há três meses por outra tragédia: a perda da mulher do médico e mãe do assassino.
Christian Limpias Cunha matou a facadas o pai, o médico Samuel Cunha, dentro de casa em Camboinhas - Reprodução


O corpo de Samuel Cunha foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de NIterói. Ainda não há informações sobre o velório e sepultamento da vítima.
 
 Pelas redes sociais, pessoas que conviveram com o médico lamentaram a sua morte e destacaram sua dedicação com profissional.
 
"Aquele médico incrível que olhava o paciente nos olhos. Que ficava o tempo que fosse necessário, até que não houvesse mais dúvidas. Que se alegrava em contar orgulhoso, das suas aulas na UFF. Enquanto acadêmico e professor. (...) Aquele médico que de uma simples consulta, se tornou uma amizade.
 
 Que sempre mencionava o quanto amava seus filhos, e família. (...) Perder a vida, através de alguém que sempre protegeu e amou. Que descanse em paz.... Dr. Samuel Cunha", escreveu uma amiga.
 
Samuel trabalhava no PAM de Alcântara há mais de 30 anos, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de São Gonçalo. "Que tristeza Senhor. Dr. Samuel Cunha, descanse em paz!!", escreveu uma pessoa em rede social, que o conhecia do Posto de Atendimento Médico.
 
O profissional dava aulas no curso de medicina da Universidade Federal Fluminense (UFF) desde 1976 e estava próximo de se aposentar. Em nota, a instituição lamentou a morte de Samuel.
 
"Com profundo pesar, comunicamos a morte do servidor Samuel Cunha, médico e professor do curso de medicina da UFF. A Universidade Federal Fluminense lamenta a morte do professor e manifesta a solidariedade com os familiares e com todos aqueles que fizeram parte de sua vida acadêmica", diz o texto. 
Casa onde aconteceu o crime fica na Rua 36, em Camboinhas - Reprodução Google Maps
Por Adriano Araujo e Rafael Nascimento
Fonte O Dia

quarta-feira, 12 de junho de 2019

quarta-feira, 5 de junho de 2019

junho 05, 2019

Mulher manda matar namorado PM após saber que ele tinha caso com filha


Jaciane Maria, de 40 anos, contou com a ajuda da outra filha, Larissa Marques, de 22 anos, e de um tio, um pedreiro de 54 anos, que está foragido. Foto: Facebook/Reprodução

A Polícia Civil anunciou como crime passional a morte do cabo da Polícia Militar Elias Matias Ribeiro, de 49 anos, que teve o corpo carbonizado em um canavial em Araraquara, município do interior de São Paulo. O corpo foi encontrado no banco da frente de um carro em chamas na madrugada de terça-feira (4), junto ao colete balístico, arma, carregador e algemas do policial.

A Delegacia de Investigações Gerais (DIG) informou que Ribeiro foi morto a mando da namorada dele, Jaciane Maria, de 40 anos. Ela decidiu matar o namorado após descobrir que ele tinha um caso com sua filha mais nova, de 20 anos.

Segundo a investigação, Jaciane namorava o PM havia cinco meses. No fim de semana, ela teve acesso a um vídeo íntimo do namorado e a filha mais nova. Revoltada com o caso, decidiu matá-lo.

Para o crime, ela contou com a ajuda da outra filha, Larissa Marques, de 22 anos, e de um tio, um pedreiro de 54 anos, que está foragido. Na noite de segunda-feira, dia 3, a mulher atraiu o policial para sua casa e, enquanto ele dormia, o tio o matou com golpes de marreta. A arma usada no crime foi encontrada na casa dele. A mulher e a filha foram presas na tarde de terça-feira e confessaram o crime.

De acordo com a polícia, a filha ajudou a mãe e o tio a colocarem o corpo da vítima no carro do policial, junto com o colchão ensanguentado. O veículo foi levado a um canavial, próximo à divisa com Américo Brasiliense, e incendiado com o corpo dentro.

Cabo da PM Elias Matias estava a um mês de se aposentar. Foto: Facebook/Reprodução

Os três suspeitos deixaram o local no carro da filha. Marcas de pneus compatíveis com os do carro dela foram detectadas no local Para confirmar a identidade da vítima, foi necessário exame de arcada dentária.

As duas mulheres tiveram as prisões temporárias decretadas. Elas foram indiciadas por homicídio qualificado, por motivo fútil, recurso que impediu a defesa da vítima, e destruição do corpo. As acusadas não tinham apresentado advogado até a manhã desta quarta-feira (5). O tio delas está sendo procurado pela polícia.

O cabo Matias era policial desde 1990 e trabalhava no 13º Batalhão da PM em Araraquara. Ele era motorista do comandante da unidade e estava a um mês de se aposentar. Durante quase 20 anos, o PM integrou o Corpo de Bombeiros de São Carlos e, em 2010, foi escolhido o “Bombeiro do Ano”.

O comando do 13º BPM/I de Araraquara divulgou nota manifestando pesar pela morte do policial, “que deixa filhos, familiares e muitas saudades aos amigos e companheiros de trabalho”. Fonte (Via: Agência Estado)
junho 05, 2019

Árbitra leva soco de jogador durante partida de futsal no Piauí

                       

Uma cena de violência foi
registrada durante uma partida de futsal na cidade de Parnaíba, no Piauí.
A árbitra Eliete Maria Fontenele foi agredida a socos por um dos
jogadores.
 
 O jogo ocorreu no campus da Universidade Federal do Delta do
Parnaíba (UFDPar) e o responsável pela agressão fugiu logo após cometer o
crime.




Eliete era a segunda árbitra da partida. No confronto, houve
confusão entre os dois times e os atletas passaram a se agredir. Eliete
expulsou três jogadores e um deles desferiu três socos contra ela, que cai no
chão. 
 
A cena foi filmada por uma das pessoas da torcida. Eliete teve o
lábio cortado. Ela denunciou o ocorrido na Central de Flagrantes e passou por
exame de corpo de delito.



Depois da agressão, o suspeito, que seria um estudante do
curso de engenharia de pesca, fugiu do campus da UFDPar. O caso teve grande
repercussão nas redes sociais e teve início uma campanha pedindo a expulsão do
agressor. 
 
A universidade divulgou nota de repúdio cancelando as atividades
esportivas na quadra da instituição e declarou que irá instaurar um processo de
sindicância para que as providências sejam tomadas.
Fonte  (Via: Portal OP9)
junho 05, 2019

Preso dono de salão de festas de Coelho Neto condenado por matar taxista

Max Daniel Lima Tafur estava sendo procurado por três crimes, praticados em 1995 e 2002

 Max Daniel Lima Tafur foi preso nesta quarta -

Rio - Policiais civis da Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam) de Nova Iguaçu prenderam, na manhã desta quarta-feira, Max Daniel Lima Tafur, de 50 anos, que já acumula mais de 20 anos de condenação por três crimes. Um deles foi o roubo seguido de morte (latrocínio) de um taxista em São Pedro da Aldeia, na Região dos Lagos, praticado em 1995.
 
Max Daniel foi encontrado em casa, em Coelho Neto, na Zona Norte da capital, por volta das 7h30. De acordo com a Polícia Civil, ele e a mulher são donos de um salão de festas na região.
 
"Ele e dois comparsas roubaram e mataram um trabalhador que tirava o sustento da sua família enfrentando o trânsito e os perigos nas ruas do Rio de Janeiro", afirma a titular da Deam de Nova Iguaçu, a delegada Mônica Areal.
 
FURTO E RECEPTAÇÃO
Os outros crimes pelos quais Max Daniel foi condenado foram furto e receptação, ambos praticados em 2002, em Nova Iguaçu. 
 
Na ocasião, ele foi preso em um carro roubado quando furtou um supermercado do município da Baixada Fluminense. Na época, o criminoso havia dito que estava sem dinheiro e "tentou a sorte".
 
"Foi uma felicidade cumprir esse mandado de prisão. Menos um criminoso correndo nas ruas da nossa Cidade Maravilhosa", a delegada reforça.
 
Areal ainda destaca que o crime de estelionato é praticado mesmo que o criminoso não tenha roubado nenhum pertence da vítima.
 
"Contando que a vida da família tenha sido ceifada o crime está consumado", acrescenta.
Fonte O Dia
Por RAI AQUINO

Translator