Post Top Ad

Radio Web São Sebastião

PUBLICIDADE

domingo, 28 de abril de 2019

Mulher e DJ morrem baleados em briga de bar em Nova Iguaçu e quatro pessoas ficam feridas

 discussão teria sido por causa de uma mulher. Irritado, um homem sacou a arma e começou a atirar ferindo clientes do estabelecimento. Daniele deu entrada já morta no Hospital da Posse
Daniele foi morta em tiroteio -
Rio - Um tiroteio durante uma briga em um bar em Austin, Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, terminou com dois mortos e quatro feridos na madrugada de sábado. 
A jovem Daniele Macena da Silva, de 17 anos, e Marcos Rodrigues dos Santos, de 19, o DJ MK, foram baleados e morreram. Daniele chegou a ser socorrida mas chegou morta à unidade. Os feridos foram atendidos no hospital da Posse e na UPA de Austin.
Segundo testemunhas, um homem discutiu com uma mulher e começou a atirar dentro do bar. "Do nada, esse homem sacou uma arma e começou a dar tiro. Baleou a mulher, que caiu no chão e continuou", contou o parente de uma das vítimas, que preferiu não se identificar.

Baleados em bar de Austin chegam ao Hospital da Posse, em Nova Iguaçu - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
De acordo com a testemunha, outras pessoas foram feridas no local. "Os tiros acertaram o joelho e o braço do meu irmão. E acertou também um outro homem que estava perto deles, que levou um tiro no peito. O meu irmão estava curtindo. Os médicos disseram que ele está bem, não precisa fazer cirurgia”, explicou.

Baleados em bar de Austin chegam ao Hospital da Posse - Daniel Castelo Branco / Agência O Dia
As vítimas que deram entrada no Hospital da Posse foram:
1) Felipe Marcos de Menezes, 21 anos, ferido no tórax e abdômen, passou por cirurgia e será transferido do centro cirúrgico para o CTI.

2) Ivan Moraes da Silva, 35 anos, levou um tiro no joelho e de raspão no braço. O quadro de saúde é estável.
3) Isac Miguel Barris, 20 anos, foi baleado no braço, após ser medicado, recebeu alta.
4) Luís Menezes das Neves Filho, 25 anos, ferido no quadril, passa por exames.

Nas redes sociais, a prima da vítima fez um desabafo. "Você pensa que nunca vai acontecer com você, que nunca na sua família, que é perigoso, mas não imagina que você pode ser um alvo do perigo. 

 Hoje, acordei com a notícia de que a minha prima foi uma das vítimas fatais do acontecido ontem... Os dias estão difíceis, e algumas pessoas não têm mais escrúpulo, vem com tudo e não quer ao menos saber quem está a sua volta. 

Que Deus conforte o coração da linda filha, tão nova com uma vida pela frente vítima da violência".
O caso está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF).
Fonte Gabriel Sobreira

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translator