Post Top Ad

Radio Web São Sebastião

PUBLICIDADE

terça-feira, 23 de outubro de 2018

Advogado é morto a tiros em tentativa de assalto na Zona Norte

Nelson Weinstein demorou para retirar o cinto de segurança e criminosos entenderam como uma possível reação da vítima


 Rio - Um advogado foi morto a tiros durante uma tentativa de assalto, na noite desta segunda-feira, na Avenida Meriti, em Jardim América, Zona Norte do Rio. De acordo com relatos de testemunhas, Nelson José Castro Weinstein, 51 anos, demorou para retirar o cinto de segurança e os criminosos entenderam como uma possível reação da vítima. Os bandidos fugiram sem levar um pertence do homem.

 

Muito abalados, familiares estiveram no Instituto Médico Legal (IML), na manhã desta terça-feira, para reconhecer o corpo. Segundo Carla Weinstein, 58 anos, irmã mais velha de Nelson, o filho mais novo e os pais, que são moradores de Paty de Alferes, ainda não sabem sobre a morte do advogado. Ele deixa esposa e três filhos, de 27, 17 e 5 anos.

"Meu irmão era mais novo, correto e trabalhador. Ele estudou muito e era avesso à violência", conta Carla. Nelson havia concluído a quarta pós-graduação na semana passada. "No último feriado, fizemos um almoço em família e ele estava muito feliz", lembra.

Para a irmã do advogado, as pessoas banalizaram a vida. "Ele foi morto porque as pessoas pensaram que ele estava armado, meu irmão só queria tirar o sinto", chora."Eu não consigo ter raiva da pessoa que atirou, eu só consigo ter pena. Eu tenho raiva do sistema. Quem fez isso com o meu irmão não valoriza a própria vida, a gente tem que repensar e ser mais humano."

"A sociedade precisa ser menos egoísta e ter mais empatia. Hoje falta empatia no ser humano. Eu sou a irmã mais velha dele eu ajudei a criá-lo, hoje eu tive que vir aqui reconhecer o corpo", completa Carla.

A Delegacia de Homicídios (DH) da Capital instaurou um inquérito policial para apurar as circunstâncias de Nelson. Agentes realizaram uma perícia no local e as investigações estão em andamento para identificar a autoria do crime.

Nelson trabalhava há cinco anos em uma loja do Jardim América. Ele foi abordado pelos criminosos em outro veículo, quando tentava acessar a Avenida Brasil para seguir para Tijuca, também na Zona Norte, onde morava. 


De acordo com o delegado Willians Batista, duas pessoas já prestaram depoimento. "Elas disseram que o carro foi cortado por um Gol branco e eles pararam em frente ao carro, para anunciar o roubo do veículo", diz. "Nós já temos toda a ação filmada, estamos em busca de mais imagens para identificar esses criminosos", completa. 
Nelson Weinstein - Reprodução redes sociais
Ainda segundo o delegado, tinha pelo menos cinco suspeitos e eles estavam fazendo arrastão. Eles viram o carro do advogado, um Toyota Prius, e quiseram roubar. 

 O laudo do IML diz que o tiro acertou o lado esquerdo do peito, atingindo aorta torácica e o pulmão do advogado. A bala saiu na região lombar.
Nas redes sociais, familiares e amigos lamentaram a morte do advogado

"Estamos muito abalados. Ele era muitoquerido por todos", escreveu uma sobrinha. "Era uma pessoa excelente", comentou um amigo. "Meu Deus, perdemos um excelente profissional e um grande amigo de trabalho", declarou outro. Não há informações sobre o sepultamento de Nelson. A família aguarda a liberação do corpo. 

Na noite deste domingo, Luanna Alves, foi morta durante um assalto em Itaguaí, na Região Metropolitana. De acordo com testemunhas, a mulher, de 25 anos, teria ficado nervosa na hora de entregar seus pertences pessoais e foi esfaqueada com a filha de sete meses no colo.
Fonte  RAFAEL NASCIMENTO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translator