Post Top Ad

Radio Web São Sebastião

PUBLICIDADE

sábado, 29 de setembro de 2018

setembro 29, 2018

Nova lei de importunação sexual pune assédio na rua


Sob aclamação de profissionais do sistema jurídico e de grupos de defesa dos direitos das mulheres, foi sancionada esta semana pela Presidência de República a lei que criminaliza os atos de importunação sexual e divulgação de cenas de estupro, nudez, sexo e pornografia. A pena para as duas condutas criminosas é prisão de 1 a 5 anos.


A importunação sexual foi definida em termos legais  como a prática de ato libidinoso contra alguém sem a sua anuência “com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”. A nova tipificação substituiu a contravenção penal de “importunação ofensiva ao pudor” e já foi aplicada esta semana na cidade de São Paulo em ocorrências no transporte público.

A promotora de Justiça, Valéria Scarence, que integra do Núcleo de Gênero do Ministério Público de São Paulo, destaca que a nova lei representa o terceiro marco jurídico importante na área de defesa das mulheres, depois da edição das leis da Maria da Penha e do Feminicídio.


“Essa lei surge em razão de duas graves lacunas da nossa legislação que não previa especificamente nem a conduta de importunação sexual, conhecida vulgarmente como assédio na rua, e a conduta de divulgação de cena íntima ou cena de estupro. São fatos de muita gravidade, mas que não encontravam correspondente na lei. Os efeitos já se sentem imediatamente. Já foram feitas várias prisões, toda a população está comentando, então essa lei vem ao encontro do anseio da população”, avalia a promotora.


Valéria exemplifica alguns casos de importunação sexual: beijo roubado ou forçado, passar a mão, “encoxar” no ônibus ou metrô e fazer cantadas invasivas. Ela acrescenta que este crime também pode ser identificado nos casos, já ocorridos, em que homens ejacularam sobre mulheres no sistema de transporte público. Mas, dependendo da situação, a conduta pode ser tipificada como estupro, se ocorrer uso da força, por exemplo.
Divulgação de cena

O crime de divulgação de cena de estupro, sexo ou pornografia, inclusive envolvendo vítimas com menos de 14 anos ou portadoras de alguma enfermidade ou deficiência, foi detalhado da seguinte forma: “ato de“oferecer, trocar, disponibilizar, transmitir, vender ou expor à venda, distribuir, publicar ou divulgar, por qualquer meio – inclusive por meio de comunicação de massa ou sistema de informática ou telemática -, fotografia, vídeo ou outro registro audiovisual que contenha cena de estupro ou de estupro de vulnerável ou que faça apologia ou induza a sua prática, ou, sem o consentimento da vítima, cena de sexo, nudez ou pornografia”.

A lei estabelece que, tanto quem produz o material divulgado, como qualquer pessoa que compartilhar o conteúdo, inclusive nas redes sociais, pode responder pelo crime. A divulgação não será configurada como criminosa se for de natureza jornalística, científica, cultural ou acadêmica, desde que adote recurso que preserve a identidade da vítima (que deve ter mais de 18 anos) e tenha sua prévia autorização.


A promotora Valeria Scarence ressalta a gravidade deste crime, pois pode impedir que a vítima retome sua vida afetiva, social e profissional. “Esta conduta é tão grave e causa efeitos tal qual a pessoa estivesse morta em vida. Muitas vezes, essas pessoas, em regra mulheres, abandonam toda a sua vida, têm estresse pós-traumático, doenças como pânico, muitas cometem suicídio e outras passam a vida com ideias suicidas”, relata.

Valéria explica que a maior incidência do crime de divulgação de cenas de nudez ocorre no final de relações afetivas, quando parceiros divulgam as imagens das ex-companheiras como uma forma de vingança ou ameaça.
“Em regra quem responde a um crime com pena mínima de um ano, tem direito a um benefício que se chama suspensão condicional do processo. 

Mas, se a divulgação de cena íntima for feita por alguém que tem relação afetiva ou com a finalidade de vingança há um aumento de pena de um terço a dois terços. Então, a pena mínima passa a ser de 1 ano e 4 meses, o que impede qualquer benefício, e a pena máxima passa a ser superior a 8 anos”, explica a promotora.


A promotora Scarance ressalta que a pena estipulada para os novos crimes praticamente se equivale a sanção aplicada para furto simples.  E se a pena fosse muito mais baixa, não permitiria o encarceramento dos agressores e a proteção da vítima. A proporcionalidade aplicada nos casos de aumento de pena tem caráter preventivo e impede que as vítimas reconsiderem suas denúncias.
Aumento de pena para estupro

A nova lei ainda aumenta a pena de um terço a dois terços para os crimes de estupro se for cometido por dois ou mais autores, inclusive cúmplices que não praticaram o ato sexual (estupro coletivo), ou se praticado com o objetivo de controlar ou “punir” o comportamento social ou sexual da vítima (estupro corretivo). Este último tem como vítimas principalmente mulheres que tem relações homoafetivas.

O crime de estupro já é classificado como crime grave no Código Penal, com penas de 6 a 10 anos de reclusão. Se for cometido contra vulnerável menor de 14 anos, a pena é de 8 a 15 anos de prisão.  Em todo o país, mais de 60 mil pessoas (30 a cada 100 mil habitantes) foram estupradas no ano passado, segundo a Pesquisa Segurança Pública em Números.

A pena do estupro ainda pode ser aumentada se o crime for praticado por pessoa que mantém ou tenha mantido relação íntima de afeto com a vítima ou tenha o objetivo de vingança ou humilhação. A pena sobe 50%  se o autor do crime é ascendente, padrasto ou madrasta, tio, irmão, companheiro, tutor, curador, empregador da vítima ou por qualquer pessoa que tiver autoridade sobre ela.


A punição é aumentada de metade a dois terços se o crime resultar em gravidez; de um terço a dois terços se o autor do crime transmitir à vítima doença sexualmente transmissível ou se a vítima é idosa ou pessoa com deficiência.

Nos casos de estupro de vulnerável, a lei também torna irrelevante o consentimento e a experiência sexual da vítima, ou mesmo se ela já se relacionou anteriormente com o agente do crime.
Ação incondicionada

Outra novidade presente na lei é mudança da natureza da ação penal que trata dos crimes contra liberdade sexual e crimes sexuais contra vulnerável. A partir de agora, a ação penal é pública incondicionada, ou seja, pode ser iniciada pelo Ministério Público independentemente  da vontade da vítima.

Para a socióloga e especialista em violência de gênero e políticas públicas, Wania Pasinato,  mudar a ação penal dos crimes sexuais para pública incondicionada é uma forma de tutelar a mulher e não surtirá o efeito esperado se o sistema de Justiça não mudar a forma de tratamento das vítimas que, geralmente, enfrentam percalços.

“Participar como vítima de um processo judicial, em qualquer situação de violência, particularmente na violência de gênero e na violência sexual, exige muito apoio e coragem da mulher pra que ela consiga lidar com as decisões tomadas e os encaminhamentos que vão sendo dados.

 Essa nova lei prevê alguma mudança na forma como o sistema funciona hoje, para que as mulheres não sejam vitimizadas de novo, expostas e pressionadas?”, questiona Wania.

A promotora Scarance concorda que a ação incondicionada deve vir acompanhada de uma estruturação da rede e do olhar sobre a vítima. “Essa mulher vítima de violência sexual não pode ser tratada como qualquer outra vítima. 


Há aspectos muito particulares deste crime. É importante a ação do Estado, mas é importante que a vítima seja respeitada, ouvida ao lado de alguém de sua confiança e que princípios de vitimologia sejam observados para que essa vítima seja protegida durante o processo”, destaca.
Prevenção

Wania Pasinato julga ainda que a nova lei dificilmente será aplicada porque traz penas muito altas. Tal configuração, para Wania, responde a um anseio conservador e punitivista da sociedade.“Não é a tipificação de um comportamento como crime que vai contribuir para diminuir a violência contra as mulheres”, comenta Wania.

A pesquisadora reconhece que a lei pode facilitar o trabalho do sistema de justiça na condução destes casos, mas defende a integração de ações de prevenção, promoção de direitos, além da responsabilização dos que praticam a violência.  “Temos que investir na educação. 

 Não podemos continuar querendo enfrentar a violência contra a mulher se a gente não assume este compromisso de que a questão de igualdade de gênero tem que ser discutida nas escolas. A responsabilização é uma via, não pode ser a única e nem a mais importante e não pode acontecer isoladamente”, completa.

Wania avalia ainda que a lei deve ser melhor discutida com representantes da sociedade civil e afirma que a questão da violência contra a mulher será melhor combatida se forem adotadas, em conjunto com a penalização, medidas preventivas e educativas.

“Sistematicamente se vem abrindo mão de trabalhar políticas de prevenção à violência, para trabalhar com políticas de punição da violência. E trabalhar com políticas de punição significa esperar que o ato ocorra. E, na medida em que ele ocorra,  esperar que o sistema de justiça vá responder de uma forma adequada a essa violência”, explica.


Já a promotora Valeria Scarance acredita no poder da nova lei. “É extremamente importante que essa lei seja aplicada para que o Brasil não continue sendo recordista em violência contra mulheres. Em 2016, a cada 10 mulheres, uma sofreu assédio no transporte e 4 receberam comentários ofensivos na rua. A cada 20 mulheres, uma foi agarrada à força”, enumera. “Esse país precisa mudar. 

O legislador fez a sua parte. Agora, cabe ao Ministério Público e a cada um fazer sua parte. Violência contra a mulher é um problema do Estado e da sociedade”, conclui.
Fonte  EBC

sexta-feira, 28 de setembro de 2018

setembro 28, 2018

NOTICIAS POLÍCIAIS – SEXTA-FEIRA, 28 DE SETEMBRO, 2018

POLICIA CIVIL CUMPRE ORDEM JUDICIAL E PRENDE EM SANTA CRUZ, HOMEM ACUSADO DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Após várias incursões a Equipe de Policiais Civis de Santa Cruz, composta pelo comissário Evandro, agentes Alex e Maxsuel, além do escrivão Jonatan, sob o comando do delegado Cleideni Morais, seguindo determinação da delegada seccional Katyanna Alencar, deram cumprimento ao mandado de prisão deferido pelo juiz de plantão contra FRANCISCO MORORÓ DE SOUZA.
 
O acusado responde pela prática de crime de estupro de vulnerável.  Após a detenção e os procedimentos de praxe o preso foi conduzido para a cadeia pública de Ouricuri, aonde se encontra à disposição da justiça. Essa é mais uma ação da polícia civil no combate à criminalidade.

A prisão ocorreu nesta quinta-feira, 27 de setembro, na Fazenda Água Podre em Santa Cruz da Venerada e o fato ocorreu no dia 14 desse mês.

COMERCIANTE É AMEAÇADO DE MORTE NO DISTRITO DE MORAES EM ARARIPINA

Às 10 horas dessa quinta-feira, 27 de setembro, a GTRI 9.011 foi solicitada pela vítima, CICERO AMARO PEREIRA DO NASCIMENTO, 31 anos, comerciante, o qual informou que a pessoa de FÁBIO LOPES, residente na rua Olavo Bilar no Distrito de Moraes havia lhe ameaçado no dia anterior com uma foice e tinha prometido voltar na manhã desta data para matá-lo.

A viatura fez diligencias pelos locais possíveis de encontrar o mesmo, porem não obteve êxito. A vítima foi encaminhada à DPC mediante o BO 2076 para as devidas providências.

DUPLA É DETIDA NO DISTRITO DE RANCHARIA EM ARARIPINA ACUSADA DE FURTO A FIOS ELÉTRICOS

Às 13 horas e 30 minutos dessa quinta-feira, 27 de setembro, a GRI 9011 foi solicitada pela vítima DAMIÃO DELMONDES DE SOUZA, 48 anos, que informou que tinham furtado cabos elétricos de sua residência, no Distrito de Gergelim em Araripina.

O mesmo sabia quem havia furtado e quem tinha comprado os cabos. Foram então feitas diligencias e foi encontrado 120 metros de cabo com o acusado JOÃO RIBEIRO LIMA, 37 anos, residente em Rancharia, que segundo a vítima foi o que comprou os cabos, o envolvido JOSÉ NERY DE OLIVEIRA, residente na mesma localidade, também foi localizado.

As partes foram encaminhadas a DPC juntamente com o material apreendido para as devidas providências, de acordo com o BO 2077/2018.

POLICIAIS DA 9ª CIPM CUMPREM MANDADO DE BUSCA E APREENSÃO EM ARARIPINA

A GTI 9012 recebeu do graduado de operações às 14 horas e 50 minutos dessa quinta-feira, 27 de setembro, dois mandados de busca e apreensão, onde o alvo, J.V.B.S -17 anos, foi localizado na casa de sua avó, na Vila Bringel em Araripina.

O apreendido foi encaminhado a DPC, mediante BO 2078/2018, ficando à disposição da autoridade competente.

DOIS HOMENS SÃO DETIDOS NA ZONA RURAL DE ARARIPINA POR CRIME AMBIENTAL E POSSE DE ARMA DE FOGO

Às 18 horas dessa quinta-feira, 27 de setembro, a equipe do MOTO-PATRULHAMENTO da 9ª CIPM recebeu a informação que dois homens estavam caçando na Serra do Rancho Grande em Araripina.

Ao chegar na localidade, foi constatado que o senhor OSMAR ANTONIO GONÇALVES, 31 anos, estava com 02 pássaros silvestres, e o JAMILSON GOMES DA SILVA, 49 anos, estava de posse de uma espingarda soca soca.

Diante da situação, os envolvidos foram encaminhados a DPC, mediante BO 2080/2018, salientando que o OSMAR ANTONIO, ficou registrado com um TCO e o JAMILSON GOMES, teve instaurado um Inquérito Policial.

PM CUMPRE MANDADO DE INTERNAÇÃO CONTRA HOMEM DE 71 ANOS EM IPUBI

Às 20 horas dessa quinta-feira, 27 de setembro, a GGI 9031 recebeu informações do NIS- 4 sobre um homem com Mandado de Prisão no sitio Bom Jardim em Ipubi.

O alvo, CORNÉLIO MATUS DA SILVA, 71 anos, residente naquela localidade foi localizado após diligências e apreendido conforme o mandado de processo nº 0000383-92.2010.8.17.0740, sendo então encaminhado à DPC e posteriormente a cadeia de Ipubi, mediante BO 2081/2018, fivando à disposição da justiça.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM APREENDEM VEÍCULO ADULTERADO EM OURICURI

Nesta quinta-feira, 27 de setembro a equipe Moto-Patrulhamento, por volta das 10 horas e 30 minutos, conduziu a DP as pessoas de CICERO PEREIRA DE LIMA, 76 anos e VALDIR GOMES DA SILVA, 46 anos, por conduzir e adulterar a motocicleta modelo Honda Pop 100, cor azul, ano 2009, placa CZR8576.

A mesma ao ser consultada a placa, apresentava identidade com a placa pertencente a uma motocicleta Honda CG 125 Cargo, ano 2001, cor branca, de Petrolina-PE. A ocorrência foi apresentada na DP, onde foi gerado um TCO contra ambos.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM PRENDEM MULHER POR POSSE DE ARMA DE FOGO EM OURICURI

A equipe Moto Patrulhamento, por volta das 13 horas dessa quinta-feira, 27 de setembro, conduziu a DP de Ouricuri a pessoa de MARIA DAS GRAÇAS DA CONCEIÇÃO, 44 anos, por fazer ameaças ao seu vizinho fazendo uso de uma espingarda de fabricação artesanal, tipo antecarga e um facão.

A ameaça ocorreu após desentendimento no Bairro Cohab. na cidade de Ouricuri A ocorrência foi apresentada na DP, a qual foi submetida a um TCO .

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM PRENDEM HOMENS POR TRÁFICO DE ENTORPECENTE EM OURICURI

A equipe GATI, por volta das 22 horas dessa quinta-feira, 27 de setembro, prendeu no Bairro Santo Antônio, IRANILDO GOMES FREITAS, 41 anos e VALCLEYSON DA SILVA SIQUEIRA, 19 anos, por tráfico de entorpecentes, após encontrar em posse do primeiro, 13 gramas de maconha, que alegava ter comprado do segundo acusado, com quem foi localizado mais 244 gramas de maconha, um aparelho celular e R$ 57,00 em espécie. A ocorrência foi apresentada na DP.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM PRENDEM HOMEM POR EMBRIAGUEZ AO VOLANTE EM GRANITO

A equipe da Guarnição Tática de Granito, por volta das 21 horas e 30 minutos, prendeu MANOEL JOSÉ DE SOUZA, 29 anos, por conduzir em estado de embriaguez alcoólica uma motocicleta Honda, CG 150-Titan, de cor prata, ano 2006 e placa DRZ-5758.

A ocorrência, a motocicleta e o acusado foi apresentada na DP Ouricuri, onde ele foi autuado em flagrante por embriagues ao volante.
Fonte  Emanoel Cordeiro/PMPE/ 7º BPM e 9ª CIPM/ PCPE – 24ª DESEC

setembro 28, 2018

'Estamos nas mãos dos bandidos", diz filha de mulher baleada no Pechincha

Dwuala Fontoura Costa, de 38 anos, estava com outra filha menor, de 8 anos, dentro de carro indo distribuir doces de Cosme e Damião quando homem em uma motocicleta atirou. Vítima já recebeu alta, mas bala está alojada no peito

 Analista de sistemas foi baleada em tentativa de assalto no Pechincha. Ela seguia para dar doces ao lado da filha de 8 anos -

Rio - A analista de sistema Dwuala Fontoura Costa, de 38 anos, baleada em seu carro em uma tentativa de assalto ao lado da filha de 8 anos no Pechincha, na Zona Oeste do Rio, na noite de ontem, recebeu alta na madrugada desta sexta-feira. A bala, que entrou pelo ombro esquerdo e se alojou no peito, não foi retirada porque uma cirurgia traria riscos. 

A filha mais velha da vítima falou que a mãe não percebeu a aproximação dos criminosos. 
"Minha mãe me contou que a minha irmã estava no banco de trás e quando ela se virou para falar com ela, dois homens em uma moto falaram alguma coisa.

 Como o carro, um Honda HRV, tem os vidros bem escuros, ela acha que os bandidos pensaram que ela fosse reagir. Eles atiraram e acertaram no ombro esquerdo dela, fugindo em seguida", narrou a estudante de jornalismo Júlia Fontoura, de 21 anos, reforçando que os bandidos não levaram nada.

Após o disparo, algumas pessoas que estavam na rua correram e retiraram a menina do carro para ela não ver a mãe ferida e ligaram para o Corpo de Bombeiros. Mãe e filha seguiam para dar doces por conta do dia de São Cosme e São Damião, mas a violência interrompeu a tradição da família.


"A violência está piorando a cada dia. A gente pensa que nunca vai acontecer com a gente. Não acredito na intervenção, só está piorando. Estamos nas mãos dos bandidos", criticou Júlia.

Cozinheiro morto ao proteger o filho pequeno de assalto no Rio Comprido
O caso do Pechincha aconteceu menos de 24 horas depois de uma outra tentativa de assalto que acabou com um morto no Rio Comprido.

 Na noite desta quarta, o chefe de cozinha Francisco Vilamar Peres, de 48 anos, estava com a esposa e um filho de 10 anos em um bar na Praça Condessa Paulo de Frontin, no bairro da Zona Norte, quando foram abordados por um bandido armado. O assaltante colocou a arma na cabeça do filho de Francisco, que reagiu e foi baleado no rosto.

O chef chegou a ser levado com vida ao Hospital Souza Aguiar, mas não resistiu aos ferimentos. A família reclamou do atendimento prestado a ele na unidade e da demora na liberação de seu corpo. 

 Francisco deixou cinco filhos e a mulher grávida. Um vídeo de câmeras de segurança do local mostrou a ação do bandido na hora do crime.
Fonte  odia

 

setembro 28, 2018

Homem é preso por estuprar enteada e enviar vídeos pornográficos para o celular da adolescente, diz polícia


Um homem acusado de abusar sexualmente da enteada teve o mandado de prisão preventiva cumprido pela Polícia Judiciária Civil, na manhã desta quarta-feira (26), na zona rural de Sapezal, a 480 km de Cuiabá.

O suspeito, de 37 anos, teve a ordem de prisão decretada pela Comarca de Sapezal, acusado de estupro de vulnerável contra a vítima, de 13 anos.

As investigações iniciaram no final do mês de agosto, quando a mãe da vítima procurou a Polícia Civil, relatando que morava com o suspeito há cerca de 7 anos.

 Segundo a comunicante, ela encontrou no aparelho celular da filha adolescente, vídeos de conteúdos pornográficos, enviados pelo seu companheiro, além de mensagens do suspeito assediando a adolescente.

Durante conversa com a filha, a adolescente revelou que foi abusada pelo padrasto diversas vezes. Segunda a vítima, os abusos começaram quando ela tinha 11 anos.

 Diante das informações, foi realizado trabalho investigativo, com a oitiva de testemunhas e realização de exame na vítima que comprovaram os abusos.

Com base nos elementos comprobatórios, o delegado Valmon Pereira da Silva representou pelo mandado de prisão preventiva do padastro, por estupro de vulnerável, deferido pela Justiça. 

O suspeito foi localizado pelos policiais civis trabalhando em uma propriedade agrícola, a cerca de 50 quilômetros da cidade de Sapezal, onde teve o mandado de prisão preventiva cumprido.

Conduzido à Delegacia de Polícia, o preso foi interrogado pelo delegado Valmon Pereira da Silva, e posteriormente encaminhado para Cadeia Pública de Juína, permanecendo à disposição da Justiça.

“Infelizmente esses tipos de casos acontecem. É preciso que a figura materna precisa ter cuidado ao assumir um relacionamento e levar a pessoa para dentro de casa, pois muitas vezes ela pode trazer o perigo para dentro do seu lar” alertou o delegado.
Fonte  G1 MT

quarta-feira, 26 de setembro de 2018

setembro 26, 2018

Adolescente defende mulher de assédio sexual em ônibus

Caso viralizou através de um vídeo no Twitter

 Adolescente defende mulher de assédio sexual em ônibus - Rio - Uma adolescente de apenas 14 anos defendeu uma mulher vítima de assédio sexual dentro do ônibus 538 (Rocinha-Leme). O caso aconteceu na cidade do Rio e viralizou através de um vídeo no Twitter, publicado no dia 22 deste mês.

Nas imagens é possível ver a jovem dando uma dura no suspeito. "Você sentou aí e foi se aproximando cada vez mais dela, pegou o seu *** nojento, sujo, e botou pra cima dela", diz.

Em seguida, o suspeito nega o ocorrido e se aproxima da vítima dizendo que não fez nada. A mulher pede para ele não se aproximar dela e para o motorista abrir a porta do veículo para que o homem desça. Quando o homem está descendo a adolescente grita: "Nunca mais faz isso tá me escutando?".

Em conversa com o BuzzFeed, a jovem disse que o assediador estava na frente dela e usava o celular com a tela apagada para verificar se as demais pessoas do ônibus conseguiam ver o que ele estava fazendo. Ela também declarou que agiu por impulso. "Hoje, pensando friamente, eu vejo que corri perigo”, disse ao site. 


O caso aconteceu após a lei que torna crime casos de importunação sexual ser sancionada pelo governo federal. A pena para esse tipo de delito varia de um a cinco anos de prisão. Em relato no Facebook, a vítima comentou o caso. "Saí da Delegacia da Mulher com fé na humanidade, apesar do motivo que me levou até lá. 

O sujeito do ônibus agora está sendo procurado por tentativa de estupro, porque encostou com o órgão sexual em mim no ônibus. (...) Ninguém soube como agir na hora.


 Fui defendida por 3 adolescentes de 14 anos. Nenhum dos adultos tomou qualquer atitude, nem o pateta do motorista. E eu só queria ficar o mais longe possível do troço que me assediou.


 Em um ato heroico, enxotamos ele do ônibus. Mas, o correto teria sido um "ninguém entra, ninguém sai" enquanto a polícia não chega. E, por mais que a gente tente imaginar como agiria numa situação dessa, na hora H é bem diferente", disse. 


Por fim, a vítima pediu para quem presenciar casos desse tipo denunciar. "Caso passem por alguma situação parecida, denunciem.

 Façam o que for possível para responsabilizar os culpados. Se virem alguma mulher passando por alguma situação de assédio, chamem a polícia, aproximem-se, deem suporte à vítima. (...) Assim, a certeza da impunidade não vai mais reinar.

 Porque foi com essa certeza que ele agiu sem se envergonhar de mostrar o rosto. E por ter nos subestimado, não imaginou que poderíamos filmar a cara dele e tomar atitudes legais. 

Nós somos fortes, nós somos muitas e estamos juntas. Vamos encontrar este criminoso", finalizou.
Fonte  Por O Dia

 

setembro 26, 2018

Assalto à avião de valores é frustrado em Salgueiro; informações são de 6 mortos em confronto

INTERVENÇÃO POLICIAL COM RESULTADO MORTE
CIPE CAATINGA PARTICIPA DE MEGA OPERAÇÃO DE COMBATE AO CRIME ORGANIZADO

Após cerca de 3 anos de investigação, na manhã de hoje 26/09/2018 em operação conjumta coordenada pela Policia Federal – DPF de Juazeiro, Policiais Federais COT e GPi , da CIPE Caatinga PMBA, 8° BPM Salgueiro PE, 2° BIESP PMPE, CIOSAC, NIS PMPE, Conseguiram realizar intervenção policial evitando o roubo a avião de transporte de valores no aeroporto de Salgueiro PE, a célula da quadrilha hoje desarticulada praticou os crimes na cidade de Bom Jesus da Lapa onde 2 policias militares foram executados, a agencia do banco do Brasil em.

Jacobina, ao carro forte atrás do HGU em Petrolina, a cerca de 4 carros fortes entre Remanso e Juazeiro no Norte da Bahia.
Até o momento foram 06 (seis) indivíduos mortos, 06 (seis) fuzis AK 47 além de uma .50, diligencias continuam no intuito de por fim em uma das quadrilhas mais organizadas da divisa BA/

Ocorrência em andamento
Quartel em Barra do Tarrachil, 25 de setembro de 2018
WILDON TEIXEIRA DOS REIS – MAJ PM
Por delegação
Breve novas informações.
Fonte 
Wilton Panta da Silva – Ten PM Coordenador de área
setembro 26, 2018

PLANTÃO DO 7º BPM DE OURICURI – QUARTA-FEIRA, 26 DE SETEMBRO, 2018




POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM PRENDE EM OURICURI, HOMEM POR POSSUIR VEÍCULO ADULTERADO E COM MANDADO DE PRISÃO EM ABERTO
 
Nesta terça-feira, 25 de setembro, a Equipe do GATI em Operação, por volta das 10 horas e 15 minutos, no Hospital Regional prendeu DAVI FERREIRA E SILVA, 21 anos, por possuir um mandado de prisão em aberto por roubo e possuía uma motocicleta  HONDA CG 150, ES, cor preta, ano 2012 e placa KJT 5473, sendo a placa de outro veículo e o chassi suprimido.
O mesmo foi detido e encaminhado a DPC juntamente com a moto.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM APREENDE MENOR CONDUZINDO VEÍCULO NO CENTRO DE SANTA CRUZ
 
A Guarnição Tática, por volta das 16 horas e 15 minutos dessa terça-feira, 25 de setembro, a PM apreendeu o menor de nome M. V. G. S. 16 anos, por conduzir uma moto Honda CG 150 FAN, placa NXW 9872, cor preta, ano 2010, sem capacete, mais dois menores na garupa. O menor juntamente com a moto foi encaminhado a DPC.
 
POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM PRENDE INDIVÍDUO POR POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO NO CENTRO DE GRANITO

Nesta terça-feira, 25 de setembro, a equipe da Patrulha Rural, em operação conjunta com o NIS 04, por volta das 17 horas , encaminhou JOÃO PEREIRA DE ARAÚJO, 51 anos, por se encontrar com uma espingarda calibre 12, marca e nº ilegível a DPC.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM PRENDE INDIVÍDUO POR POSSE ILEGAL DE ARMA DE FOGO NA ZONA RURAL DE GRANITO

A equipe da Patrulha Rural, em operação conjunta com o NIS 04, por volta das 17 horas e 30 minutos, encaminhou o AUGUSTINHO JANUÁRIO NETO, 54 anos, por se encontrar com uma (01) espingarda cal 20, duas (02) espingardas cal 36 de marcas e números ilegíveis e 01 (um) revólver calibre 38 marca ROSSI nº D 445670 a DPC juntamente com o material apreendido.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM CONDUZ MULHER A DPC POR AMEAÇAR FAMILIARES COM UMA FACA TIPO PEIXEIRA EM OURICURI PE

Nesta terça-feira, 25 de setembro, a equipe do GATI, por volta das 16 horas e 30 minutos, no povoado da Barra de São Pedro, deteve e conduziu A DPC, a pessoa de ADRIANA DE SOUZA PEREIRA, 22 anos em virtude de se encontrar com uma faca ameaçando os familiares.

POLICIAIS MILITARES DO 7º BPM CONDUZ INDIVÍDUO A DPC POR FURTO A RESIDÊNCIA E PORTAR UMA FACA TIPO PEIXEIRA EM OURICURI PE
 
A equipe do Moto Patrulhamento, por volta das 21 horas dessa terça-feira, 25 de setembro, conduziu A DPC de Ouricuri, ANTONIO FERNANDES ALVES MEDEIROS, 21 anos em virtude de se encontrar com uma faca tipo peixeira e ter confessado o furto de botijão de gás e cadeiras da residência de sua genitora.
Fonte  Emanoel Cordeiro/7º BPM – OURICURI – PE
setembro 26, 2018

Pit Bull ataca garotinha de 08 anos deixando vários cortes de dentes na cabeça em Vilhena

Garotinha sofreu mordidas ao visitar irmã, que divide casa com a dona do animal
Continua internada na pediatria do Hospital Regional de Vilhena (RO) a menina de 8 anos, atacada ontem (domingo, 23) por um cão da raça pit bull. O incidente aconteceu na noite de ontem, na casa da irmã da vítima, no bairro Bodanese.

Por telefone, um familiar da menina disse que ela foi buscada na casa da mãe, no Setor 17, para dormir com a irmã, de 15 anos, que mora com uma colega.

Na chegada, a adolescente tranquilizou a garotinha, dizendo que o animal, pertencente à amiga dela, só ia cheirá-la, e que não costumava atacar ninguém. Por algum motivo, no entanto, o pit bull avançou contra a criança, que foi atingida em várias partes do corpo, mas principalmente na região da cabeça.

A menina foi salva por um morador do bairro, que passava pelo local e conseguiu retirar o cão de cima dela. Bombeiros foram acionados e socorreram a menor, levando-a até o Hospital Regional, onde vários pontos foram dados no local das mordidas, que deixaram feridas profundas no couro cabeludo da pequena vítima.

O estado da criança chegou a ser preocupante, mas ela está consciente e reagindo bem ao tratamento.
As imagens usadas nesta reportagem foram produzidas pela própria família da garota. O pit Bull teria sido apreendido para ficar em observação.
Fonte  planetafolha.com.br

segunda-feira, 24 de setembro de 2018

setembro 24, 2018

Cabo da PM é sequestrado por bandidos em Santa Cruz

De folga, André Luiz Moreira da Silva estava com a mulher e os filhos quando foi abordado por bando armado com fuzil

 Cabo da PM André Luiz Moreira da Silva foi sequestrado em Santa Cruz - Rio - Um policial militar do 27º BPM (Santa Cruz) foi sequestrado na tarde deste sábado quando passava de carro pela Rua Joana D'Arc, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, e continua desaparecido. De folga, o cabo André Luiz Moreira da Silva estava em seu carro, com a mulher e dois filhos, quando foi abordado a poucos metros de casa por bandidos armados. Os criminosos usavam coletes e toucas ninja, e chegaram em outros dois veículos, por volta das 15h45. Os criminosos liberaram os filhos e a mulher, e levaram o PM e o automóvel dele, um Honda CR-V preto, placa KOQ-2200.

Cabo da PM André Luiz Moreira da Silva foi sequestrado em Santa Cruz - Rio - Um policial militar do 27º BPM (Santa Cruz) foi sequestrado na tarde deste sábado quando passava de carro pela Rua Joana D'Arc, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, e continua desaparecido. De folga, o cabo André Luiz Moreira da Silva estava em seu carro, com a mulher e dois filhos, quando foi abordado a poucos metros de casa por bandidos armados. 


Os criminosos usavam coletes e toucas ninja, e chegaram em outros dois veículos, por volta das 15h45. Os criminosos liberaram os filhos e a mulher, e levaram o PM e o automóvel dele, um Honda CR-V preto, placa KOQ-2200.
 

 

O carro do policial foi encontrado por volta das 11h30 deste domingo por policiais do 27º BPM (Santa Cruz) no Viaduto da Rio-Santos, próximo à entrada da rua do batalhão. O paradeiro do PM, no entanto, ainda é desconhecido. Segundo o batalhão, o veículo foi achado incinerado e a placa estava no local. Nada foi encontrado dentro do automóvel. A Polícia Civil ainda não respondeu sobre o andamento das investigações.

Segundo a assessoria de imprensa da PM, o 27º batalhão foi acionado pela família do policial e uma operação conjunta está mobilizada para resgatar a vítima. Foi montado cerco envolvendo o 27ºBPM, 24ºBPM (Queimados), 40ºBPM (Campo Grande) e o Batalhão de Policiamento em Vias Expressas (BPVE). A Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Delegacia Antissequestro (DAS) também foram avisadas. Como não há contato e pedido de resgate, a DAS não atua no caso. 
Veículo foi achado incinerado e a placa estava no local - Whatsapp O DIA (98762-8248)
Informações preliminares indicaram que o carro teria seguido em direção à Rodovia Rio-Santos (BR-101). O Grupamento Aeromóvel (GAM) também monitorou as principais vias da região com o intuito de encontrar o policial. A filha relatou, por meio de uma rede social, que eles voltavam de um almoço de aniversário na casa da mãe do policial e estavam a poucos metros de casa quando dois carros (um branco e um vermelho) fecharam o da família.


"Estavam armados com fuzil e pistola, colocaram a arma na cabeça dele, o algemaram e o levaram no carro branco. Estavam de calça jeans, colete, uns negócios cor de pele no braço, touca ninja e óculos escuro. [...] Estou desesperada, apontaram fuzil para todos nós. 


 Foram pela Avenida Brasil e ameaçaram meu irmão com a pistola", afirmou a filha do PM.
Segundo ela, o caso aconteceu na saída do sub-bairro Jesuítas, em Santa Cruz, e o pai estava sem barba e vestia de calça jeans escura e blusão xadrez azul marinho com vermelho quando foi levado.


"Até o momento, o policial não foi encontrado e as ações de busca pelo seu paradeiro seguem em andamento. O Comando de Operações Especiais (COE) está operando na região de Santa Cruz - comunidades do Aço, Antares e Rodo - neste domingo (23/09)", informou a PM, em nota. Informações que contribuam para as ações policiais podem ser feitas pelo Disque Denúncia (2253-1177).

Cabo deu tiros em sala de comandante
Em abril do ano passado, o cabo André Luiz foi preso duas vezes em 24 horas após saber que iria ser transferido do 27º BPM para uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), na Zona Norte.

A primeira detenção ocorreu após supostamente ameaçar um médico para conseguir uma licença do serviço. A outra ocorreu na manhã seguinte, quando, já preso, atirou contra a antessala do comando do 27º BPM (Santa Cruz). 
Fonte O Dia

domingo, 23 de setembro de 2018

setembro 23, 2018

Mamãe depois dos 50 anos

 Emiliana, Pérolla e Marcos: felicidade em família, conquistas depois de tratamento para gravidez tardia

Número de mulheres nessa idade que decidiram ter filhos aumentou 37% em dez anos

 

Rio - Para se empenharem mais à carreira, por não acharem o parceiro ideal, por não se sentirem preparadas para ter filhos, por problemas de saúde, entre outros fatores, boa parte das mulheres adia ao máximo a maternidade. Muitas, estão virando mamães somente após os 50 anos de idade. A fertilização in vitro, com doação de óvulos, é a técnica mais usada.


Segundo o Ministério da Saúde, entre 2007 e 2016 o total de mães após os 50 anos cresceu 37%, pulando de 261 partos para 358. De acordo com especialistas, a reprodução assistida e o congelamento de óvulos quando se está em uma idade fértil, é a solução mais requisitada nessa faixa etária. Isso porque as chances de se engravidar espontaneamente nessa idade é de menos de 1%.
PUBLICIDADE
"A reprodução assistida pode ser feita em qualquer situação que seja diagnosticada a incapacidade de concepção espontânea. Como os casos de obstrução das trompas, endometriose avançada e comprometimento da produção de espermatozoides, tanto qualitativa como quantitativamente", explica Maria Cecília Erthal, especialista em reprodução humana assistida e diretora-médica do Vida- Centro de Fertilidade.

Maria Cecília ressalta que os óvulos são o maior problema para engravidar nessa idade, já que a qualidade diminui conforme a mulher vai envelhecendo.

 Com a menopausa, ela para de produzi-los. A solução é o congelamento de óvulos quando se é mais jovem ou recorrer à ovodoação (óvulos doados, com características físicas similares).
ALERTA PARA RISCOS

A médica, porém, alerta para riscos: "Uma mulher que fica grávida após os 50 anos tem maiores chances de intercorrências ligadas à própria gestação, entre eles, abortos, partos prematuros, comorbidades como diabetes, hipertensão arterial e hipotireoidismo", enumera Maria Cecília.

A consultora jurídica e psicóloga, Emiliana Lobato Barroso, 55 anos, de Anchieta, na Zona Norte do Rio, decidiu ter a filha Pérolla, de 4 anos, com o marido, o funcionário público aposentado, Marcos Roberto Serra, 57, aos 51 anos.


"Retardei essa benção, por conta da carreira. Vim de Minas Gerais, da roça, tive que lutar para melhora um pouco de vida, e só agora ter melhores condições de criar o meu maior tesouro", explica Emiliana, que recorreu à fertilização assistida para engravidar. "Na segunda tentativa deu certo.

 Foi uma gravidez maravilhosa, cercada de carinhos e paparicos da família e amigos. Hoje, eu e Pérolla fazemos aulas e ganhamos medalhas de taekwondo juntas", detalha.


Atualmente, acompanhamento pré natal rigoroso evita, por exemplo, complicações para bebês que nascem prematuros. "Nos cabe alertar, contudo, para possíveis outros entraves futuros. Como o envelhecimento dos pais, que pode trazer maior risco de desequilíbrios psicológicos, devido ao conflito de gerações.


 Além disso, a partir dos 70 anos, os pais têm maior chance de precisar de suporte dos filhos, tanto emocional como financeiro, e eles podem ainda não ter condições para tal ajuda".
Fonte  odia

 


Translator