Post Top Ad

Radio Web São Sebastião

PUBLICIDADE

quinta-feira, 23 de agosto de 2018

Terceiro militar morto em operação das Forças Armadas é enterrado na Zona Norte


Marcus Vinicius Viana morreu dois dias após ser baleado na perna

 Militar é enterrado na Zona Norte -

Rio - Parentes, amigos e vizinhos que viram o soldado Marcus Vinicius Viana, de 22 anos, crescer em Bangu, na Zona Oeste do Rio, foram ao Cemitério de Ricardo de Albuquerque se despedir do soldado. Ele morreu dois dias após ser baleado na perna durante operação das Forças Armadas no Complexo do Alemão, na segunda-feira.

A auxiliar administrativa Maria do Socorro Gomes, de 52 anos, amiga da família, lamentou que Marcus Vinicius, que começou a servir o quartel aos 19 anos, tenha sido escalado para uma operação de risco tão jovem e com pouca experiência de farda. "Essa luta era dele? Não, essa luta não era para ele. 

Como pegam um menino que entrou agora para o quartel e colocam uma arma na mão para guerrear, se nem policiais experientes não subiram? Ele morreu de forma covarde, foi atingido de costas", disse Maria do Socorro.

Ela é mãe de dois dos amigos mais próximos de Marcus Vinicius, que se lembram do jovem com alegria constante. Se não estava em casa ou no quartel, estava com os amigos do bairro com um par de chuteiras na mão ou jogando videogame. "Ele gostava de jogar futebol e videogame.

 Estava sempre animado, sempre feliz. Não merecia ter tido um fim assim. Ele não. Essas leis têm que mudar. Bandido não pode mais matar policial, matar soldado, e ficar impune", declarou o amigo Daniel Ribeiro de Sousa, de 24 anos.

Militares do 2º Batalhão de Infantaria Motorizada, do qual Marcus Vinicius fazia parte, estão presentes no velório do militar. O sepultamento estava previsto para as 16h, mas atrasou. Ele era o filho caçula em um total de três irmãos e morava com a mãe, o pai e um dos irmãos.

 Na manhã desta quarta-feira, a namorada dele, Chrystyanne Coelho, publicou os registros da última conversa que os dois tiveram pelo WhatsApp na madrugada de segunda-feira, antes da operação. Em um trecho da conversa, ele a chamou de "minha futura esposa" e ela pediu para ele ter cuidado.

Juntos desde a adolescência, o casal planejava se casar e formar uma família. A última vez que se viram foi no domingo. Marcus Vinícius estava na casa da namorada quando recebeu uma ligação sendo convocado para participar da operação no dia seguinte. 
Fonte O Dia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translator