Post Top Ad

Web Radio Venus

PUBLICIDADE

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Agosto, o mês em que Arraes e Eduardo partiram

f_262883
Agosto, o mês em que o PSB comemora o seu aniversário de 70 anos é o mesmo em que os seus partidários lamentam a morte de duas das suas mais ilustres lideranças: Miguel Arraes e Eduardo Campos.


Arraes, falecido no dia 13 de agosto de 2005, apesar de cearense, construiu sua carreira política em Pernambuco, Estado onde ocupou postos importantes. Foi deputado estadual, deputado federal, prefeito do Recife e governador por três vezes.

 Com uma história marcada em defesa dos menos favorecidos, Arraes realizou vários programas voltados aos pequenos agricultores e homens do campo. 

Firme na luta contra as injustiças sociais foi dele a iniciativa de enfrentar os usineiros obrigando-lhes a pagar o salário mínimo aos trabalhadores rurais ainda na década de 60.


Já Eduardo Campos, neto de Arraes e falecido também no dia 13, só que do ano de 2014, também cumpriu uma trajetória política exitosa.

 Ocupou vários postos na administração pública, entre elas a de deputado estadual e federal, ministro de Ciências e Tecnologia, além de governador por dois mandatos, oportunidade que aproveitou para imprimir um estilo moderno de fazer política, o que resultou em sua projeção no cenário político nacional.

Homem à frente de seu tempo, Eduardo conseguiu em sua curta trajetória política se tornar uma das figuras mais emblemáticas do seu partido e garantiu um espaço na história no seleto rol dos grandes políticos pernambucanos, algo conseguido apenas por poucos.

Qual será a próxima liderança pernambucana que fará com que o rugido do imponente Leão do Norte seja ouvido pelo país?

Fonte  Ponto de Vista

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Translator